16 de dez de 2008

Tá com medo de amar?

Estou sim!!! É óbvio! Como não estaria?
Estava escutando a música de Claus e Vanessa:

"Tá com medo de amar, é?
Tá com medo do amor, e aí?
Deixa a página virar, é
Deixa o coração em flor se abrir"

A letra é bonita, a melodia muito gostosa de se ouvir... mas fico por aí. Tenho medo sim, e talvez eu sinta, durante o resto de minha vida. Como não ter medo de que aconteça tudo de novo? Só se eu não me amasse. Talvez chegue o dia em que seja difícil ficar "sozinha", mas até lá, quero viver pra mim, quero dedicar todo o meu tempo pra mim... Será que estou sendo egoísta? Acho que não. Fui egoísta comigo mesma, quando me dediquei à pessoas que não mereciam. É uma pena que, na grande maioria das vezes, aprendemos somente através do sofrimento.
Já faz algum tempo que resolvi mudar, ou melhor, a vida me fez mudar. Agora dou prioridade a minha vida, minha família, meus amigos, depois veremos quem mais merece minha atenção.
Falo muito em amizade por aqui... é porque pra mim amizade é muito importante. Tenho muitos amigos... mas infelizmente, a distância, as vezes complica um pouco as coisas. Mas estou sempre disposta a fazer novas amizades.
E assim vou vivendo... com medo de amar, mas não aos meus amigos e aqueles que merecerem meu amor.

Um comentário:

  1. Obrigado pelo comentário, Lisi, sinceramente não havia pensado na tua (minha) perspectiva a respeito da extraordinariedade.

    Sobre o teu post, compreendo que sintas medo, muita gente sente. Eu não sinto. Me jogo de cabeça e se for pra me espatifar lá embaixo, azar. A vida está aí para ser vivida de aventuras.

    Né?

    ResponderExcluir